Partilhar
sábado, julho 29, 2006

caminhando se faz caminho

Alguns apontamentos sobre pequenos percursos em que os sentidos são despertos para o Património Natural e Construído através das cores e dos odores, das estórias e das tradições, dos saberes e dos sentires. Venham connosco fazer este caminho...


Santa Cruz, praia de charme da Costa Oeste

Considerada a estância balnear de charme da costa Oeste de Portugal, especialmente, a partir da década de 60 do século passado, foi desde tempos imemoriais destino de veraneio das famílias da região de Torres Vedras que para lá se dirigiam no mês de Agosto, terminadas que eram as apanhas e recolhas dos cereais e dos frutos e ainda não chegara tempos de vindimar.

Aí se instalavam todos os anos, em casas próprias ou de aluguer, casas que ainda existem na sua maioria bem conservadas a par com o desenvolvimento urbanístico a que uma longa sequência de praias com mais de 20 quilómetros de extensão não é alheia. Praias recortadas por rochedos e abrigadas por elevadas arribas que lhes dão grande encanto.



Ex-libris da Praia de Santa Cruz é o Penedo do Guincho, situado em frente da praia do mesmo nome e que na maré-baixa é aliciante para os “apanhadores” de mexilhão que no penedo se agarram. Igualmente, a miudagem brinca nas pequenas poças de água que se formam à volta da base do rochedo.

O Penedo do Guincho é visível em diversas perspectivas a partir dos diversos miradouros que para Sul se encontram sobranceiros ao mar azul, de belas tonalidades, onde a linha do horizonte se observa muito para lá da linha de navegação pelo que se observam perfeitamente a navegação das embarcações.



Uma zona pedonal muito bem conservada bordeja importante extensão de praias, desde a Praia da Física, aí se encontra a colónia balnear da centenária Associação de Educação Física e Desporto de Torres Vedras, até à Praia da Azenha, que foi buscar a sua designação a uma azenha antiquíssima existente nas imediações.

No topo da falésia que acompanha o desenho das praias as chamadas “varandinhas” dão um aspecto característico e permitem que cada uma se transforme num interessante miradouro, onde foram colocados bancos para comodidade dos visitantes devidamente protegidos do sol por interessantes toldos.



Gente do mar é gente de grande religiosidade fruto da luta contínua contra os elementos da Natureza nas suas fainas piscatórias. Os festejos tradicionais repartem-se, então, entre o religiosos e o pagão como acontece normalmente na tradição dos viveres.

Padroeira de Santa Cruz é a Santa Helena que tem capela da devoção no centro da povoação e, igualmente, uma capelinha numa loca dos rochedos lá muito no alto da Praia Formosa.


Comments:
Aparentemente fora de contexto, mas não. Aproveito uma das maravilhas fotográficas do meu amigo (creio poder tratá-lo assim) Vicktor para dizer que continuo a apreciar a sua arte de "blogar". Com ligeiras mudanças que quase não se dão por isso, a "Oficina das Ideias" mantém-se no topo da tabela e promete assim continuar.
Que assim seja, caro Vicktor.
Um abraço para si. Vamo-nos vendo por aqui... e por ali, onde o destino quiser.
 
Amigo António Dia. Pode tratar-me por amigo porque o somos efectivamente, não só da blogoesfera mas por tantas e tantas andanças da vida. Obrigado pelas suas palavras e é importante que vamos cruzando caminhos com frequência. Um grande abraço.
 
Nossa! Isso tudo é maravilhosoooooo!
Beijinhossssssss
 
Nada mais convidativo ,que estas belas imagens e escritos.Ddesperta o desjo,de aproveitar tudoisso! Ligia
 
Claudinha. Que optimo a sentir bem animada de novo. Beijinho.
 
Querida Lígia. Estou igualmente a tentar aproveitar estas coisas bonitas de Portugal. Por vezes, aqui tão perto, nos esquecemos que existem. Um Beijo.
 
Lindo é bom admirar a natureze poiz ela não para de se expor aos nossos olhos.
Barabens
http://nuadeperconceitos.blogspot.com/ este é um dos meus Blogs
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?