Partilhar
quarta-feira, setembro 27, 2006

número um

Hábito antigo de guardar os “número um” das revistas, quantas vezes o “número zero”, acaba por fazer história do que é publicado, dos êxitos editoriais e, igualmente, dos fracassos, mas é sempre registo dos tempos

Office

O desenvolvimento das tecnologias da informação atingiu o seu auge em meados dos anos 90 do século passado, o que se reflectiu no surgimento de inúmeras revistas, a maioria das quais seguindo formatos internacionais onde passaram a ir buscar os textos com temáticas de fundo.

Foi no decorrer dessa “explosão” editorial que surge a revista Office, revista portuguesa do escritório, a dar preponderância a informação de nível nacional, apoiando-se, em especial, no tecido empresarial nacional a que deu muito destaque.

O objectivo desta revista, tal como o seu director J. E. Aparício refere, é o de se dedicar a uma área onde nenhuma outra revista existe, o escritório. Apresentar as novidades do mercado, dar a conhecer os milhares de profissionais que diariamente exercem a sua actividade, sempre com qualidade e coerência editorial.

O N.º 1 da revista Office foi publicado Março de 1996, com o preço de capa de 480$00, tendo como director J. E. Aparício e pertencendo a propriedade a Euroedita. O N.º 1 desta revista teve a tiragem de 20.000 exemplares.




Do conteúdo do Número Um da revista Office salientamos:

Espaços – Europarque
Opinião – Escritório de Ontem, Hoje e Amanhã
Instituição – Câmara dos Revisores Oficiais de Contas
Internet – Um tesouro (ainda) por explorar
Fileme/96

Comments:
Poderia ter sido uma grande revista, até porque a ideia em si não estava propriamente mal pensada. Na época, em especial nos primeiros números, a revista até teve algum sucesso.

O problema é que se tratava de uma revista de um tal J. E. Aparício, uma figurinha que jamais ouviu falar em organização, métodos de trabalho, prazos e outras coisas necessárias a fazer com que um projecto vingue.
 
Caro Victor. Tem toda a razão. Tive grandes espectativas de que pudesse ser uma interessante revista. Ainda cheguei a contribuir com textos sobre o Y2000. Um abraço.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?