Partilhar
quinta-feira, setembro 07, 2006

voluntariado real

Há cerca 20 anos, a revista semanal Telestar de 29 de Agosto a 4 de Setembro de 1986 publicou um curioso artigo onde dava importante destaque ao trabalho voluntário, numa época em que não era necessário grandes campanhas mediáticas de promoção do voluntariado.



Uma associação de utentes da Banda do Cidadão, sistema de comunicações rádio utilizando equipamentos de baixa potência na banda dos 11 metros, tomou a liderança em relação a acções de protecção civil, segundo padrões internacionais, quando em Portugal ainda pouco ou nada se fazia nesse campo em termos institucionais.

Este trabalho foi reconhecido à época de Utilidade Pública pelo governo português e por entidades europeias, como seja a Federação Europeia da Banda do Cidadão e o Instituto Europeu da Normalização das Telecomunicações, e a nível mundial como foi o caso de Los Caballeros del Aire Internacional, do Equador.

Comments:
Que saudades da "banda do cidadão", como eramos novos e esbeltos! E que voltas ainda dávamos à conta do rádio CB. Belos tempos. Aquele abraço.
 
Karlitus. É verdade, tempos saudosos em que era reconhecido o trabalho voluntário. Um abraço.
 
Provavelmente com a Banda do Cidadão as broncas não tivessem a dimensão do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil.
Estou certo ou estou errado?
 
Caro Reporter. Está certíssimo, na minha opinião. Um abraço.
 
Tempo bom ,onde o voluntariado brotava do coração
Ligia
 
Querida Lígia. E quantas estórias ligaram nessa época os voluntários portugueses e brasileiros. Beijinho.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?